Búsqueda avanzada de temas en el foro

Resultados 1 al 2 de 2

Tema: União Cristã Hispana: a vida para além da morte da UE

  1. #1
    Avatar de Irmão de Cá
    Irmão de Cá está desconectado Miembro Respetado
    Fecha de ingreso
    08 sep, 08
    Mensajes
    2,209
    Post Thanks / Like

    União Cristã Hispana: a vida para além da morte da UE

    A União Europeia está sentenciada. Não viverá muito. Os últimos conflitos do continente (Bósnia-Herzegovina, Kosovo e Geórgia) e ultramarinos (Iraque, Tibete, Darfur entre tantos) vieram provar que, como entidade política, a União Europeia só existe em tempo de paz. Não fala a uma voz, não assume uma posição consensual, não consegue mobilizar-se, como um todo, para nenhuma causa desafiante. Não é ouvida na mesa da decisão geo-estratégica. Continua a ser e desde 1945, o criado que serve aos Estados Unidos da América e à Federação Russa os pratos da sua Guerra Fria.

    Em tempo de paz, a ganância capitalista na procura de mercados que a levou a projectar o seu alargamento sem limites e sem critério, tornou-lhe a manta curta: para tapar a cabeça, destapa agora os pés. Subornou as cabeças governantes a entregarem mais uma vez (desta vez em Lisboa) os seus países em sacrifício ao holocausto da Globalização, mas os pés, alguns povos europeus, como o Irlandês e o Polaco, recusaram-se a fazer esse caminho. Quis vencer sem convencer... e perdeu.

    Perdeu e perderá muito mais. Porque para unir nações é preciso mais que dar-lhes uma moeda comum e prometer-lhes que terão amanhã muitas dessas.

    De tudo na vida, bom e mau, deve ficar mais do que nada... da construção europeia fica de bom algumas barreiras económicas e políticas que destruiu e, de mau, as muitas outras que deixou de pé, porque não teve força para as destruir. E não teve força porque lhe falta:

    - Uma Identidade Patriótica: aquilo que une as nações tem de ser mais que a simples busca de prosperidade. Uniões políticas que não sejam também afectivas são casamentos de conveniência: vazios e propensos a traições. Sem um sentimento de pertença mútuo, de respeito e tolerância pela diferença não se faz uma união bem sucedida... entre pessoas e entre nações;

    - Uma Identidade Cultural e Histórica: língua, cultura, herança histórica são factores de comunhão entre as nações sem os quais, por muito que não haja fronteiras físicas, nunca se concretizará uma livre e efectiva circulação de pessoas, bens e ideias que possa impulsionar todos os campos do desenvolvimento humano e crescimento civilizacional das nações que se pretendem unidas;

    - Uma Identidade Religiosa: por último o mais importante! Uma união de nações sem Fé, ou melhor, sem Fé Cristã, não aplica no seu quotidiano e na relação com outros blocos políticos e geo-estratégicos os bons princípios de humanidade, espiritualidade e elevação universal que A fundamentam, e que podem tornar essa união muito maior do que as suas fonteiras!

    ... por esta falta de identidade comum fracassou a União Europeia...

    ...por esta identidade comum poderá ter sucesso uma União Cristã Hispana, que não seja um império mas um farol de Cristandade rasgando a treva dissolvente da globalização!

    Basta querer... e fazer o próximo querer! Amar a Espanha como a Portugal é ser-se mais Português!!!

    VIVA HISPANIA!!! VIVA O MUNDO HISPÂNICO!

  2. #2
    Avatar de Íbero
    Íbero está desconectado Miembro Graduado
    Fecha de ingreso
    25 sep, 07
    Edad
    30
    Mensajes
    100
    Post Thanks / Like

    Re: União Cristã Hispana: a vida para além da morte da UE

    Libros antiguos y de colección en IberLibro
    La UE no funciona porque está de escaparate y perro faldero. No toma decisiones politicas y esta gobernada por un presidente de un pais en vez de tener una eleccion propia. Es verdad que la unión monetaria da resultado, pero no ha resuelto los conflictos territoriales.

    Lo de Kosovo ha sido una cagada enorme, la UE dejó que los EEUU metieran las narices en un problema que no les concierne ni afecta, y que solo actuan por interes politico. Y encima deja que Rusia y EEUU, sigan metiendo las manazas de inutil que tienen en Georgia. Ahora tenemos el doble de problemas territoriales que hace un par de años, sumandole ahora la crisis economica (quitando la evidente subida de la bolsa de hoy)

    Y encima permite que los paises hagan lo que les da la gana sin cumplirse ninguna norma de las establecidas (como por ejemplo la pesca de anchoa)

    Ademas de haber traicionado su identidad cultural y religiosa, intentando imponer una constitucion laica, que beneficia a los musulmanes y judios. Por no decir que para nada defendieron a los cristianos de Tierra Santa que han sido olvidados, y que son las reales victimas del conflicto existente desde hace 50 años. Cierto es, que el periodo con mas esplendor cultural , demografico y economico de Tierra Santa fue con el Reino de Jerusalén, y ahora lo olvidan.
    Última edición por Íbero; 19/09/2008 a las 21:49 Razón: corrección ortográfica

Información de tema

Usuarios viendo este tema

Actualmente hay 1 usuarios viendo este tema. (0 miembros y 1 visitantes)

Temas similares

  1. El liberalismo es pecado
    Por Ordóñez en el foro Política y Sociedad
    Respuestas: 65
    Último mensaje: Hace 2 semanas, 17:44
  2. Los marranos: ¿víctimas o victimarios de España?
    Por Erasmus en el foro Historia y Antropología
    Respuestas: 195
    Último mensaje: 19/02/2021, 16:27
  3. Hernán Cortés; Conquistador de la Nueva España
    Por Ordóñez en el foro Hispanoamérica
    Respuestas: 201
    Último mensaje: 04/04/2019, 20:27
  4. Respuestas: 41
    Último mensaje: 17/01/2017, 18:56
  5. Spe Salvi
    Por Hyeronimus en el foro Religión
    Respuestas: 3
    Último mensaje: 04/12/2007, 10:40

Permisos de publicación

  • No puedes crear nuevos temas
  • No puedes responder temas
  • No puedes subir archivos adjuntos
  • No puedes editar tus mensajes
  •