Búsqueda avanzada de temas en el foro

Resultados 1 al 7 de 7

Tema: Extremadura tem dois terços dos alunos espanhóis de português

  1. #1
    Avatar de Irmão de Cá
    Irmão de Cá está desconectado Miembro Respetado
    Fecha de ingreso
    08 sep, 08
    Mensajes
    2,209
    Post Thanks / Like

    Extremadura tem dois terços dos alunos espanhóis de português

    in http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Inte...ent_id=1032097

    Mérida, Espanha, 21 Out (Lusa) - Dois terços dos alunos espanhóis de português encontram-se na Extremadura, região do país vizinho em que a língua lusa é estudada por quase dez mil pessoas, graças a uma aposta pública iniciada na década de 90.

    Estes dados foram destacados na edição deste ano da iniciativa "Ágora - O Debate Peninsular", promovido pelo Gabinete de Iniciativas Transfronteiriças (GIT) da Junta da Extremadura e que decorre em Mérida, até domingo.

    À margem do encontro, Javier Figueiredo, da Junta da Extremadura e antigo professor de português na região, explicou hoje à agência Lusa que o interesse pela língua portuguesa e por Portugal tem vindo a crescer.
    "Nós moramos ao pé de Portugal e, no início, foi uma coisa de pessoas que gostavam imenso de Portugal", lembrou, recuando ao final dos anos 80, quando surgiram os primeiros alunos.

    Na altura, o interesse pelo português suscitava mesmo dúvidas: "Aprender português na Extremadura era uma coisa tão esquisita como aprender uma língua da Dinamarca ou da Suécia. As pessoas perguntavam porquê?".

    Mas, a partir dos anos 90, com o apoio do GIT, que anualmente financia, com comparticipação comunitária, cursos de português destinados a grupos profissionais que, pela natureza da sua actividade, lidam com esta língua, os alunos aumentaram e as suas motivações diversificaram-se.

    "Já não são tanto aquelas pessoas que, desde sempre, gostaram da cultura portuguesa e de Portugal, mas também pessoas que sabiam que o ter conhecimentos de português ia ser uma boa forma de arranjar um melhor emprego", explicou.

    Essa aptidão, frisou, não era até então valorizada, mas na cidade fronteiriça de Badajoz, a "dois passos" da cidade alentejana de Elvas, por exemplo, passou a ser uma mais-valia.

    "Para trabalhar numa cidade como Badajoz, onde uma de cada cinco pessoas que compram são portugueses, saber português não era um ponto a favor na hora de fazer um currículo. Mas, nos anos 90, [a situação] começa a mudar e são as próprias empresas que procuram que os trabalhadores tenham formação em língua portuguesa", disse.
    As actividades culturais oriundas de Portugal que, ao longo do ano, têm lugar na Extremadura, como concertos e exposições, também contribuíram para o interesse crescente, segundo Javier Figueiredo.

    "Agora, já há muitas pessoas que querem aprender português pelo facto de falar uma língua que tem muitos falantes no mundo e que tem uma cultura atrás dela, uma literatura muito interessante", sustentou.
    Com perto de dez mil alunos de português, a Extremadura é a "única região" de Espanha, vincou Javier Figueiredo, em que esta língua é ministrada "em absolutamente todas" as escolas oficiais de idiomas.

    Nesses estabelecimentos, que integram o sistema público de ensino e são frequentados por jovens e adultos, o português é até a segunda língua estrangeira mais procurada, logo atrás do inglês e superando o francês.
    O professor de português Jacques Songy trocou uma escola profissional em Évora pelo ensino numa das escolas de línguas da Extremadura, situada em Almendralejo, perto de Mérida, e passou de uma turma de primeiro ano com 24 alunos, no ano passado, para 40 alunos este ano.

    "Cada vez há mais alunos, os espanhóis estão realmente interessados e as motivações são várias. Há muitas empresas que trabalham com Portugal e há muitas pessoas que vão por turismo e querem saber pedir um café", contou à Lusa, também à margem do encontro "Ágora".

    Só que, no meio deste "encantamento" com Portugal, os alunos espanhóis de português têm uma queixa, segundo o docente.

    "A grande queixa é que os espanhóis que vão a Portugal acabam por não poder falar português porque os portugueses rapidamente começam a falar espanhol", afirmou.

    RRL.
    Lusa/Fim
    res eodem modo conservatur quo generantur
    SAGRADA HISPÂNIA
    HISPANIS OMNIS SVMVS

  2. #2
    CRUZADO está desconectado Miembro graduado
    Fecha de ingreso
    05 jun, 06
    Mensajes
    320
    Post Thanks / Like

    Re: Extremadura tem dois terços dos alunos espanhóis de português

    Me congratulo por esta noticia y espero que vayan aumentando el interes por el portugues y ojala tambien por el resto de lenguas españolas.

  3. #3
    Avatar de Hyeronimus
    Hyeronimus está desconectado Miembro Respetado
    Fecha de ingreso
    16 ene, 07
    Mensajes
    19,261
    Post Thanks / Like

    Re: Extremadura tem dois terços dos alunos espanhóis de português

    Excelente noticia. Ojalá cunda el interés por el portugués, y no solo en las provincias limítrofes.

  4. #4
    Avatar de Irmão de Cá
    Irmão de Cá está desconectado Miembro Respetado
    Fecha de ingreso
    08 sep, 08
    Mensajes
    2,209
    Post Thanks / Like

    Respuesta: Extremadura tem dois terços dos alunos espanhóis de português

    Troca de professores com Espanha

    ALEXANDRA INÁCIO

    A partir do próximo ano lectivo, professores de Português vão começar a dar aulas em escolas da região espanhola da Estremadura. Portugal e Espanha vão assinar um protocolo que permite o "intercâmbio" de docentes.

    Em Portugal, há falta de docentes de Castelhano, em Espanha deseja-se que o Português faça parte dos currículos espanhóis desde o Básico. Ontem, à margem da XIX Conferência Ibero-Americana da Educação, que ontem se realizou em Lisboa, Maria de Lurdes Rodrigues reuniu-se durante pouco mais de vinte minutos com o seu homólogo espanhol para acertar o acordo que acreditam responderá a essas duas pretensões e que será assinado em breve entre os dois Executivos.

    Em Portugal, a procura do ensino do Castelhano tem crescido exponencialmente nos últimos anos. Interpelada sobre a falta de docentes nesse grupo de recrutamento, a ministra da Educação retorquiu que a "falta de professores é um problema melhor do que a falta de trabalho para professores". Depois, sublinhou, "a perspectiva de crescimento do ensino do Português em Espanha e do Castelhano em Portugal" é elevada, pelo que poderá representar uma possibilidade "de emprego para muitos milhares de professores".

    O Ministério da Educação já coloca 14 docentes na região da Estremadura que deverão ser integrados no ensino curricular do Português nas escolas espanholas, explicou o secretário de Estado ajunto da Educação, Jorge Pedreira, na conferência de Imprensa que marcou o encerramento da cimeira, no Centro Cultural de Belém.

    A ideia, explicou a ministra da Educação, é que o acordo com a Estremadura sirva de "protocolo-chapéu", isto é, que venha a ser usado como documento orientador para acordos similares serem assinados com outras regiões espanholas, preferencialmente raianas. Em Espanha, recorde-se, a política de Educação não está nas mãos do Executivo de Madrid, mas sim descentralizada pelas regiões autónomas.

    Maria de Lurdes Rodrigues não soube, ainda, precisar o número de docentes que começará a dar aulas em Setembro na Estremadura. O objectivo é que comecem a leccionar desde o Básico.

    http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Naci...ent_id=1207207
    res eodem modo conservatur quo generantur
    SAGRADA HISPÂNIA
    HISPANIS OMNIS SVMVS

  5. #5
    Avatar de Hyeronimus
    Hyeronimus está desconectado Miembro Respetado
    Fecha de ingreso
    16 ene, 07
    Mensajes
    19,261
    Post Thanks / Like

    Respuesta: Extremadura tem dois terços dos alunos espanhóis de português

    El español arrasa en Portugal










    BELÉN RODRIGO | LISBOA




    El próximo curso escolar la enseñanza pública portuguesa va a impartir clases de español a partir del segundo ciclo, a los alumnos de diez años. Están garantizadas las aulas en dos escuelas de cada una de las cinco regiones en las que se divide el país y la Consejería de Educación de España en Portugal estima que serán muchos más centros los que tengan aulas de castellano. Debido a este nuevo impulso del español en Portugal que se arrastra desde hace varios años, el Ministerio de Educación luso ha abierto el concurso para 220 plazas de profesores de español a titulares de licenciaturas de una lengua extranjera con la variante del español e incluso a docentes que tengan el Diploma Español de Lengua Extranjera (DELE), nivel C2, del Instituto Cervantes.
    Para este concurso excepcional abierto por el Ministerio luso cualquier candidato sin título portugués deberá, para empezar, homologar sus estudios, y dirigirse a dicha institución para conocer el reglamento correspondiente.

    El español arrasa en Portugal - Nacional_Sociedad - Nacional - ABC.es

  6. #6
    Avatar de TerciodeSarmiento
    TerciodeSarmiento está desconectado Miembro Respetado
    Fecha de ingreso
    14 feb, 09
    Ubicación
    Huelva
    Mensajes
    321
    Post Thanks / Like

    Respuesta: Extremadura tem dois terços dos alunos espanhóis de português

    Por lo que sé y veo, en huelva de donde soy se habla mucho Portugues, aunque yo desgraciadamente no.

  7. #7
    Avatar de Ordóñez
    Ordóñez está desconectado Puerto y Puerta D Yndias
    Fecha de ingreso
    14 mar, 05
    Ubicación
    España
    Edad
    39
    Mensajes
    10,255
    Post Thanks / Like

    Respuesta: Extremadura tem dois terços dos alunos espanhóis de português

    Libros antiguos y de colección en IberLibro
    Hoy he llamado al Cervantes y me han dicho que nanay; que en todo caso hay que comunicarse directamente con la administración portuguesa. Que ellos tienen un centro en Lisboa pero que en estos momentos no hay plazas de profesor.

Información de tema

Usuarios viendo este tema

Actualmente hay 1 usuarios viendo este tema. (0 miembros y 1 visitantes)

Temas similares

  1. Sancho III "el Mayor", un Rey pamplonés e hispano
    Por Lo ferrer en el foro Navarra
    Respuestas: 11
    Último mensaje: 17/08/2014, 22:26
  2. Apuntes Socieconómicos Hispanoamérica XVIII
    Por Ordóñez en el foro Hispanoamérica
    Respuestas: 4
    Último mensaje: 27/05/2011, 20:25
  3. La Mafia....
    Por Ordóñez en el foro Nápoles y Sicilia
    Respuestas: 13
    Último mensaje: 08/03/2010, 07:25
  4. La Casa de Moneda de Linares
    Por Hyeronimus en el foro Numismática
    Respuestas: 0
    Último mensaje: 24/09/2008, 20:13
  5. Ante el 1º de Mayo, textos del Pensamiento Social Carlista
    Por Ordóñez en el foro Política y Sociedad
    Respuestas: 9
    Último mensaje: 15/05/2008, 16:43

Permisos de publicación

  • No puedes crear nuevos temas
  • No puedes responder temas
  • No puedes subir archivos adjuntos
  • No puedes editar tus mensajes
  •